Notícias

Porto de Paranaguá reforça segurança do trabalhador

Fonte: Agência de Notícias do Paraná
 
A partir desta semana, os trabalhadores que entram no cais público do Porto de Paranaguá recebem informações claras sobre as regras gerais de segurança e o regulamento da rota de tráfego de veículos e pedestres. Além de banners e cartazes, são entregues cartilhas com orientações de velocidade, equipamentos e práticas para tornar o ambiente portuário mais seguro. O conteúdo também está disponível no site da Portos do Paraná (www.portosdoparana.pr.gov.br).
 
O engenheiro de segurança da Seção de Segurança e Medicina do Trabalho na empresa pública, José Sbravatti, diz que nos próximos dias será feita uma mobilização para orientar os trabalhadores. “O material reúne diversas informações voltadas aos motoristas de veículos leves ou pesados e, principalmente, aos pedestres. Este conjunto de recomendações é fundamental para evitar acidentes e diminuir os riscos”.
 
Segundo Sbravatti, a ideia é reciclar informações de extrema importância e apresentá-las de uma maneira diferente que facilite o entendimento. “Falamos sobre o uso das faixas de pedestres, respeito ao limite de velocidade de 30 km/h, quais os riscos existentes nas atividades e quais as medidas de controle necessárias. Queremos ressaltar que é imprescindível utilizar os EPIs mínimos de uso obrigatório para acessar a faixa portuária”.
 
Por isso, locais estratégicos como a sala de credenciamento do Palácio Dom Pedro II, portões de entrada, Pátio de Triagem, pátios de empresas parceiras e até os ônibus estão ganhando cartazes e banners para que todos fiquem alertas e contribuam para a segurança. Além disso, a equipe da empresa Cia Ambiental está fazendo a distribuição das cartilhas diretamente à todos os trabalhadores que exercem suas funções na faixa.
 
É o caso do estivador e supervisor de empresas José Carlos Ramos, que há mais de 40 anos trabalha no Porto de Paranaguá e elogia a iniciativa. “Para mim, que iniciei aqui em 1978, o Porto não tinha estes padrões de segurança, e agora evoluiu muito neste quesito. Naquela época não tinham regras claras para o uso de capacete, luvas, calçado, agora notamos essa preocupação”.
 
É a opinião também do eletromecânico Tiago Brenaz. “É sempre bom ter informação e deixar todos mais ativos na questão de segurança”.
 
Elyton Lúcio de Oliveira concorda e tem uma razão a mais para comemorar a campanha. Ele é técnico de segurança do trabalho e já vive no dia a dia a preocupação com a integridade de todos na faixa portuária. “Esse material é importante e vai reforçar bastante a informação para a nossa equipe. Temos vários riscos na nossa área e é importante reforçamos sempre as informações sobre o trabalho com segurança”, afirma.
 

Imprimir Indicar Comentar

Comentários (0)



Compartilhe


Voltar