Notícias

Baixada Santista segue recomendação do estado e prorroga fase de transição do Plano SP

Fonte: G1 Santos
 
Cidades informaram ao G1 que vão seguir a recomendação do governo estadual.
 
 
As nove cidades da Baixada Santista, no litoral paulista, informaram ao G1 nesta quarta-feira (9) que vão seguir a recomendação do Governo do Estado e prorrogar a fase de transição do Plano São Paulo. Devido ao aumento do número de internações por conta da Covid-19, as medidas de restrição permanecem até 30 de junho. Desta forma, a liberação do funcionamento do comércio até às 22h, programada para o dia 14 deste mês, será adiada.
 
As cidades da região informaram que vão seguir a recomendação do estado. Os municípios avaliam a necessidade de publicar novos decretos ou realizar adequações. Apenas Itanhaém e Guarujá haviam publicado decretos flexibilizando algumas medidas durante o período de transição (confira o posicionamento das prefeituras abaixo).
 
Com a prorrogação, os estabelecimentos comerciais, galerias, shoppings, restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias, academias, clubes e espaços culturais continuam operando das 6h às 21h. A capacidade máxima de funcionamento do comércio, que também tinha previsão de ser ampliada para 60% na próxima semana, seguirá em 40%. A medida ocorre após o estado registrar aumento nos índices da pandemia.
 
Além dessas determinações, as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos permanecem liberadas, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social.
 
A Prefeitura de Santos informou, por nota, que segue as determinações do Plano SP, e aguarda a publicação do decreto estadual para analisar o conteúdo e avaliar a necessidade de adequações. São Vicente e Bertioga explicaram que seguem as recomendações do estado e, caso eventuais mudanças ocorram, elas serão divulgadas pelas prefeituras.
 
Cubatão informou que continuará seguindo as diretrizes do Plano São Paulo e deverá publicar novo decreto em breve, e que ainda não é possível dizer se haverá alterações.
 
Guarujá também vai seguir as medidas anunciadas e, conforme o Decreto nº 14.319, publicado em maio, está autorizado o futebol de várzea, a entrada de vans de turismo e a utilização de guarda-sóis nas praias da cidade, com número limitado. O município de Itanhaém, que anteriormente autorizou o funcionamento de estabelecimentos das 6h à meia-noite, com até 60% da capacidade máxima, seguirá a recomendação do estado.
 
As prefeituras de Mongaguá e Peruíbe responderam que vão seguir a prorrogação. Praia Grande informou que o Decreto nº 7.245, com diretrizes para a fase de transição, é válido até 13 de junho. A partir desta data, o município irá publicar um novo documento confirmando a permanência nas determinações do Governo do Estado.
 



Imprimir Indicar Comentar

Comentários (0)



Compartilhe



Voltar